quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Distrito 9


Desde que vi o trailer desse filme fiquei louca para assistí-lo!!!

Sou fã incondicional de filmes de FC principalmente quando costumam retratar os seres humanos de forma assustadoramente fiel!!!

Distrito 9 - com o perdão do vocabulário xulo - em duas palavras: PUTA FILMAÇO!!!

Por problemas técnicos em sua nave alguns alienígenas pedem asilo na Terra e os seres humanos cedem a eles um espaço, o Distrito 9.

20 anos depois ...

As diferenças entre as duas espécies torna a convivência cada vez mais difícil, os seres humanos já não aguentam mais e os órgãos responsáveis começam um processo de realocação da população alienígena.

Muita ação, cenas de dar um nó na garganta e mais algumas de causar revertério em estomagos sensíveis. O filme é simplesmente uma das melhores obras de FC que já assisti!!! Um retrato assustador da humanidade. Não existe o 'ser humano hiper bonzinho e amiguinho dos ETs' como alguns filmes de FC gostam de retratar, ao contrário, todos são bem humanos com medo, preconceito, egoísmo e compaixão na medida adequada para mostrar um retrato bem fiél. E, diferente do que alguns podem pensar, os alienígenas não são retratados como pobres indefesas vítimas da ignorância humana, eles se defendem como podem e é justamente essa 'proximidade do real' que torna o filme um tanto assustador.

Desaconselhável para aqueles que acreditam que o ser humano é perfeito e incapaz de atrocidades.

Recomendável para quem gosta de uma boa reflexão sobre sua 'própria espécie'.

Nota1: Qualquer semelhança com o apartheid pode não ser mera coincidência!

Nota2: Li vários resumos pela internet e a preocupação de 'entregar a história do filme' foi tanta que todos os resumos estão seriamente distorcidos.

SPOILERS

Achei muito inteligente a 'jogada' de começar o filme como uma espécie de documentário, assim o telespectador se situa confortavelmente no núcleo da história sem a necessidade de detalhar cada acontecimento correndo o risco de cair no tédio;

Os depoimentos contra a permanência dos alienígenas do 'documentário' são dados por homens e mulheres claramente alvo de discriminação. Ouvir um homem de turbante dizer que se eles fossem seres humanos não haveria problema em deixá-los no Distrito 9 é, no mínimo, uma alfinetada no egoísmo da 'nossa espécie';

Há cenas em que facilmente podemos comparar a forma como os alienígenas são tratados com a forma como muitos seres humanos já foram tratados em nossa história por serem 'diferentes' segundo alguém; e cenas em que o tratamento é o mesmo que o ser humano costuma dar aos animais;

O filme é feito de forma que não há como localizá-lo no espaço-tempo. Os alienígenas tanto podem ter chegado há 20 anos e o filme estar se passando no presente como pode ser num fututo não muito distante;

O final 'inexistente' é mais do que apropriado para o filme, deixando que o telespectador tire suas próprias conclusões. Christopher irá cumprir sua promessa retornando para ajudar Wikus e buscar os de sua espécie? Fará isso 'sem causar danos'? Voltará com outros de seu planeta para um 'acerto de contas'? Chegará em seu planeta e esquecerá que um dia esteve na Terra? Ou alguma outra atitude que minha mente humana não possa prever?

Espero que nenhuma alma ignorante resolva fazer uma continuação!!! Tenho uma antipatia imensa por pessoas que gostam de 'finais mastigados' e não sabem apreciar a sutileza e inteligência de um 'final sem desfecho'.

3 comentários:

_+*A Elite in Paris and New York*+_ disse...

Ainda nao vi esse filme!

Beijo meu ♥,

A Elite

Nanuni Kokoritu disse...

Ainda não vi esse filme, mas parece sem bom.

mania virtual disse...

O filme é realmente muito bom
Mas as suas indicações são importantes, porque não é pra qualquer um mesmo. Mas no meu caso adorei!